Paulo Rosenbaum

Para quem ainda não conhece Samuel Hahnemann (1755-1843) médico alemão, nascido em Meissen, foi o fundador de um sistema terapêutico complexo que usa e aplica substâncias atenuadas e infinitesimais na terapêutica. Baseando-se em experiências e induções sua proposta terapêutica era menos baseada no nome da patologia ou de seus agentes etiológicos e muito mais nos sintomas individuais e idiossincráticos de cada enfermo. Grande engano achar que seu sistema terapêutico não tem muito a ensinar à medicina contemporânea, especialmente à luz dos últimos desdobramentos desta pandemia.

O médico de Cós, Hipócrates (460 AC – 377 AC) , o pai da medicina técnica e o inventor da história clínica enunciou três grandes princípios: moléstias poderiam ser cuidadas a partir dos contrários, dos semelhantes e também pelo que mais convém a cada um. Mas esta pluralidade de possibilidades terapêuticas foi, desde Galeno, obscurecida pelo predomínio de apenas um destes princípios anunciados pelo médico…

Ver o post original 1.447 mais palavras