A música no arquivo da tradição judaica

Apresentação

Lyslei Nascimento & Susanne Zepp

Neste número, a revista Arquivo Maaravi: Revista Digital de Estudos Judaicos da UFMG apresenta artigos que tratam da música na cultura e na tradição judaica desde os salmos até as canções que aparecem no Êxodo, como no artigo “Shemot: os cânticos do Êxodo”, de Nancy Rozenchan. Um estudo sobre o Hino de Israel, com um arranjo original para a composição, foi elaborado no artigo “Hatikvah: considerações sobre a esperança para a terra de Sion e Jerusalém”, por Mauro de Chantal Santos e Patrícia de Oliveira, e a presença de refranes e instrumentos musicais na literatura são analisados por Filipe Menezes em “Música e tradição cultural em Sobre os rios que vão, de Maria José de Queiroz. Kênia Pereira, em “O carnaval na ópera joco-séria de Antônio José da Silva, o Judeu: uma leitura de Guerras do Alecrim e Manjerona”, reflete sobre a música, o humor e o teatro; Saul Kirschbaum, no artigo “Os judeus e a música na Idade Média ibérica”, traça um vasto panorama sobre a produção judaica medieval, e Berta Waldman, por sua vez, analisa, na MPB e em marchinhas de carnaval, a referência da guerra e de seus personagens no artigo “A Segunda Guerra Mundial cantada: MPB e Carnaval”. Susana Skura e Luís Fizsman, no artigo “Juegos de lenguaje/juegos por dinero en tres canciones de Max Perlman”, contemplam a herança ídiche em músicas argentinas; já Aline Silveira e Sônia Kramer analisam, em “Infância, experiência e rememoração: encontros com a música Yiddish”, a memória e a infância. Vinícius Mariano de Carvalho, no artigo “Restaging Brundibár: an Exercise in Resistance and an Antidote to Intolerance”, relata sua experiência como regente no Projeto Brundibár, em Juiz de Fora, Minas Gerais. Além destes importantes textos, Abraham Shemesh, com “The Magic Tumbler for the Plague: Alicorn and its Medical-Occult Uses in 16th-17th Century Jewish Literature, Alessandra Conde com “Escritores sefarditas na Amazônia” e Filipe Silva Carmo com “Breves considerações sobre حِكمَة (ḥikma) para a leitura do gênero literário sapiencial na Bíblia Hebraica”, compõem os artigos desta edição. Publica-se, também: dois contos de I. L. Peretz; as crônicas de Ernest Ilisca, Marilia Levi Freidenson e Uri Lam; um precioso depoimento sobre o ofício do escritor por Paulo Rosembaum; poemas de Carlos Morales e de Raquel Yehezkel; resenhas de Heloísa Pait e de Lyslei Nascimento; bem como uma deliciosa peça literária do escritor israelense Etgar Kéret. Além da arte de Vlad Eugen Poenaru, este número traz, ainda, o humor refinado de Adam Grzybowski e Luis Goldman.

Sumário

Arte

Artigo-Dossiê

Conto

Depoimento

Estante Maaravi

Humor

Poema

Tradução