às crianças que morreram na França

não é porque eram ou não eram judias ou europeias ou árabes
não é porque não eram das que morrem de fome
não é nem porque estão distantes para observar-lhes luto

é só porque não precisavam morrer
mas parece que a realidade é um míssil
um torno compressor que permite o impossivel

e sem que se contenha a matança

as crianças que morrem na França

ferem a ré esperança.