Paulo Rosenbaum

“É previamente necessário tentar uma gradação quando se trata de determinar a essência da medicina antropológica. O primeiro grau seria a psicanálise; o segundo a medicina psicossomática; e o terceiro seria a medicina antropológica”

Viktor von Weizsäcker (1886–1957)

Em meio a polêmica da ideologização das condutas terapêuticas e da perplexidade da opinião pública com a confusão gerada por orientações contraditórias apresentadas durante a pandemia, pode-se afirmar que há, no mínimo, um problema sério de comunicação entre a ciência e a sociedade. Ela é consequência das dificuldades que os divulgadores da ciência e as autoridades sanitárias tem tido para dar respostas satisfatórias à SarsCov2?

A tentação seria responder que sim, mas é evidente que o problema não está limitado ao momento atual. Ele se apresenta ciclicamente, mostrando que a complexidade é mais ampla e longeva. De qualquer modo a polêmica veio para ficar. Palavras e termos como “RT-PCR”, “imunidade de rebanho”…

Ver o post original 2.305 mais palavras